Religiosos, "espíritas" científicos, ateus e o ódio direitista de todos

O Capitalismo se fortaleceu quando encontrou no Liberalismo as justificativas de sua permanência: os ricos seriam os "premiados" por sua suposta luta pela sobrevivência e a eles e somente a eles estaria reservada a satisfação plena de suas necessidades e seu bem estar, mesmo o mais supérfluo. Além do privilégio de decidir e de mexer com as leis e influenciar a sociedade.

Esta é a base ideológica do Capitalismo que rege os ideais de direita no mundo todo. E como vemos, é uma ideologia anti-humanista, que guarda claras semelhanças as mais nefastas ideologias que conhecemos, como o fascismo. Exclusão, exclusão e exclusão. Para os capitalistas e seus simpatizantes, quanto menos gente beneficiada, melhor.

Mas porque no Brasil, religiosos, "espíritas" científicos e ateus estão em conluio com esta ideologia tão retrógrada e que no mundo todo tem dado comprovação de sua falência, necessitando urgentemente de outro sistema melhor para substituí-lo? Estas pessoas, segundo seus próprios argumentos, se auto-rotulam como "pessoas de bem", "honestas" e "altruístas", mas que na prática desejam felicidades a uma maioria de pessoas, principalmente os Grandes Empresários objetos de seu puxa-saquismo insistente.

É uma contradição apoiar o Capitalismo e se considerar uma "pessoa de bem". Como o nome diz, o Capitalismo não quer o bem estar e pessoas. Quer o bem estar de empresas e do sistema financeiro que as sustenta. Pessoas são apenas os próprios donos do sistema. Os trabalhadores não passam de instrumentos a serem utilizados ou descartados conforma as circunstâncias.

Claro que os capitalistas e seus simpatizantes não podem ser rotulados como bandidos por estarem, mesmo parcialmente, de acordo com as leis (que eles mesmos criaram). Mas o senso de crueldade pode ser considerado tão perverso quanto o de um pior assassino. Até porque para capitalistas, se houver necessidade, deve-se permitir a morte de pessoas, para que o sistema seja preservado.

Que crise? Os Capitalistas estão muito bem, obrigado!

Com esta mentalidade é que muitos dos religiosos, "espíritas" científicos e até mesmo ateus, se engajaram nessa onda para recuperar o tradicional Capitalismo no Brasil. Não que o Capitalismo não esteja sendo posto em prática no Brasil. O governos petistas foram governos claramente capitalistas, mas com alguns avanços inspirados no Socialismo nunca posto em prática. Somente ignorantes acusam os governos petistas de Comunistas ou Socialistas, já que a lei magna proíbe o Brasil de instalar outro sistema que não seja o Capitalista. Se você não sabia disso, saiba agora.

Uma grande prova de que o Capitalismo está em alta é que os Grandes Empresários sempre estiveram e estão muito bem nos governos petistas. Apenas demonstram o incômodo em ter que negociar com políticos oriundos de classes sociais consideradas inferiores, o verdadeiro e oculto motivo dessa onda de inconformação anti-esquerdista em nosso país.Ah, e se empresários vão mal, somente alguns de porte médio e a maioria dos pequenos. Para os donos das Grandes Corporações, crise é penas uma boa justificativa para cometer abusos, como o desemprego em massa e redução de salários.

Mas porque pessoas que se consideram "bondosas" aderem a essa ideologia tão cruel? Simples: elas não são bondosas. Mas não podem assumir publicamente que são malvadas porque sabem que afastam as pessoas que poderão beneficiá-las. Quem é capitalista é claramente mau, mas tem que fingir benevolência para que os interesses sejam preservados.

A Bíblia mesmo, se for lida integralmente, permite muitas atrocidades e a máscara de bondade dos religioso vem caindo aos poucos. 

"Espíritas" científicos com ideias de direita pertencem às elites e estão interessados em defender suas classes num explícito egoísmo de grupo. "A humanidade que se dane, importa é preservar o bem estar do grupo do qual pertenço" é o lema deles. Acham que a riqueza de alguns é por mérito e que os pobres estão pagando pelo mal em vidas passadas. Fácil pensar assim quando se pertence a uma elite cada vez mais gananciosa e egoísta.

E ateus de direita acabam por "confirmar" a maldade estereotipada a esse tipo de pessoa. Uma maldade que nada tem a ver com o ateísmo, cuja bondade é praticada com mais compaixão e espontaneidade. Bondade negligenciada pelos ateus interessados em preservar apenas empresários, empresas e capital.

Os protestos ocorridos no domingo tiveram muito apoio de muitos  religiosos, vários "espíritas " científicos e alguns ateus. Sedentos pela manutenção de seus privilégios, usam o "interesse coletivo" como isca para atrair adeptos para em cima da hora darem  bote e eliminarem de vez os proletários que sempre detestaram. Na verdade querem que sua classe afortunada continue sendo representada para que apenas seus interesses supérfluos sejam respeitados, mesmo que o resto da humanidade tenha que derramar o sangue para isso. 

O Capitalismo sempre se mostrou uma forma plausível e justificável de se praticar maldades. E a cada dia que passa fica quase impossível desmentir a sua capacidade de arruinar com a vida alheia.

Comentários

Seguidores

Google+ Followers

Postagens mais visitadas