Dilma cospe no laicismo do Estado e abre caminho para Teocracia brasileira

A lei garante a laicidade do Estado. Isso significa que o governo não pode se intrometer nem a favor nem contra os assuntos relativos a religiões e crenças, a não ser quando estas ameaçarem a laicidade garantida por lei e os direitos do cidadão, incluindo o da liberdade de pensamento.

Mas Dilma Rousseff acaba de pisar em cima da lei de laicidade e institucionalizou o dia 31 de Outubro (Halloween?) como "Dia Nacional da Proclamação do Evangelho", algo que só interessa aos seguidores de religiões e seitas consideradas cristãs.

Como os cristãos acreditam que os seus dogmas e personagens "falam para toda a humanidade" se encanaram de impor o seu pensamento a todos os brasileiros, como se o Deus Cristão governasse o planeta e também o nosso país. É querer impôr uma convicção que deveria ser pessoal a muita gente que não se afina com esta crença.

É triste saber que o Estado está contribuindo para o proselitismo religioso, impondo uma simples crença, sem aplicação prática e muito menos sem confirmação real para todos os brasileiros, se esquecendo que somos o país mais diversificado do planeta, havendo muitos que não compartilham com os pontos básicos do Cristianismo.

Se isso for para a gradar a bancada evangélica, retrógrada e extremamente preconceituosa, estamos perdidos. Veremos muitos direitos básicos ir por água abaixo por causa de uma submissão a um ser sem qualquer tipo de confirmação real de sua existência.

E reparem que a data se refere a proclamação (já existe um dia dedicado ao Evangelho, 30 de novembro), ou seja ao proselitismo do evangelho, a imposição dos dogmas do evangelho. Um desrespeito à opinião alheia e a direito de na acreditar.

Dilma está metendo o país na areia movediça em vários setores (culpa da incompetência petista e não no excelente Socialismo nunca aplicado no Brasil). Agora nos afogamos enfiados de vez nesse verdadeiro atoleiro. E não há Deus ficcional que possa nos tirar dessa.

Abaixo o fac-símile da má notícia. 


Comentários

Postagens mais visitadas