Os fascistas brasileiros nunca irão se assumir como tais

Infelizmente, o Fascismo está crescendo no Brasil. Ele já era um filhote prestes a estourar a casca do ovo, mas os boatos difamatórios que sujaram a imagem do PT e de instituições progressistas fez explodir os ideais fascistas, pois integrantes das elites e seus simpatizantes, tradicionalmente gananciosos, estavam irritados com a ameaça de diminuição dos seus privilégios.

Apesar de muita gente ainda preferir apenas o Capitalismo, que é cruel (por negligência), mas não sádico como o Fascismo, este é um sistema assumidamente excludente (costuma eleger apenas um número bastante limitado de pessoas que merecem ser bem sucedidas) e que impõe prejuízos a determinados grupos que não se enquadram os objetivos da ideologia lançada pelo italiano Mussolini. A adesão fascista cresce porque este sistema é mais "implacável" do que o Capitalismo no seu empenho em "punir" aqueles que os conservadores consideram seus rivais.

O Fascismo cresce, mas não conseguiu eliminar seu estigma negativo. Cientes do fato de que se assumirem o rótulo poderão perder a causa, fascistas brasileiros preferem se assumir como "independentes" e "apartidários", mesmo que seu perfil ideológico esteja bem escancarado. Fascistas se aproveitam da ignorância tradicional do brasileiro para poder fingir "independência ideológica", transformando a sua causa em coletiva e angariando apoio, gerando sucesso.

Aliás, os fascistas brasileiros preferem usar o rótulo para desqualificar ideais progressistas, já que o que entendem como "esquerda" lhes soa muito mais "antidemocrático" graças a estereótipos criados poe Stalin e praticados por algumas ditaduras pseudo-esquerdistas, que utilizaram o nome do Socialismo para se promoverem. Para os fascistas brasileiros, "fascistas são os outros".

Os fascistas vivem se aproveitando da ignorância política de 90% dos brasileiros. Essa gigantesca fatia do povo brasileiro desconhece de fato quais e como foram as ideologias políticas na História.  O que conhecem sobre política se limita apenas em estereótipos e no que os telejornais tendenciosos dizem a respeito. Inventar mitos falsos para serem assimilados por esta fatia ignorante ajuda muito o sucesso e o crescimento das causa fascistas.

Além disso, os fascistas brasileiros são metidos a moralistas, o que favorece a adesão de setores conservadores. Sabem que se exaltarem a moral, a ética, o respeito as instituições e outros conceitos moralistas, conseguem convencer a sociedade de falsas boas intenções o que pode fazer com que tenham mais sucesso na implantação do Fascismo no Brasil.

E a violência tradicional dos fascistas? Caso os fascistas insistam em usar o moralismo como justificativa, a violência fascista não será reprovada pelos grupos que os apoiarem. A justificativa frequente é a defesa de valores positivos, além da criminalização de adversários, o que dá á agressividade fascista um caráter de "defesa". "Agredimos para nos defender" poderia argumentar qualquer fascista brasileiro. 

Claro que não é defesa alguma, já que não raramente há uma inversão de quem é vilão ou mocinho no conceito fascista. Não há defesa quando esta mesma "defesa" se caracteriza como abuso. Frequentemente, os fascistas brasileiros se auto-rotulam "homens de bem", mas a sua agressividade não raramente é gratuita, resultante não da defesa, mas do ataque a quem eles consideram "o mal", justamente aqueles que querem o bem estar coletivo, como os socialistas, vítimas favoritas dos ataques fascistas no Brasil.

Não importam como os fascistas se auto-definam. Importa que o Fascismo é uma ideologia nefasta, retrógrada, sádica e que utiliza mitos e preconceitos para justificar suas atrocidades. Fascistas merecem a mais rígida punição pois não conseguem entender a diversidade humana e por isso mesmo não estão preparados para conviver em sociedade.

O crescimento do Fascismo no Brasil é um sinal de que a ignorância do brasileiro está indo longe demais e que a Educação (não a "Escola sem Partido" defendida pelos fascistas) deve ser prioridade máxima para que acima da Matemática, Física e Química (prioridades segundo capitalistas), se ensine respeito ao próximo e à diversidade. O Brasil tem a sua diversidade como maior qualidade e esta deve ser respeitada.

Comentários

Postagens mais visitadas