O que é bom, dura pouco

Acabou a alegria. Dilma Rousseff, responsável por um dos governos mais progressistas e inclusivos que o Brasil já teve, é expulsa do Palácio do Planalto, anulando 54 milhões de votos. Aqueles que comemoraram a saída de Dilma certamente não estão se importando com milhões de pessoas carentes que conseguiram melhorar de vida graças a inciativas de governos petistas. Com Temer, estas conquistas estarão ameaçadas, assim como muitas coisas boas trazidas pela gestão petista.

Desde agora toma posse um governo formado por corruptos comprovados e uma horda de criminosos entre traficantes, assassinos, pedófilos, machistas sanguinários, representantes das piores escórias da sociedade. Eles que em nome da "moralidade", após rasgar a Constituição, governarão o país desde já.

Coxinhas já invertem os fatos e continuam acusando os petistas de fazerem coisas que Temer e sua equipe já fazem na prática. Apesar de humilhada por setores influentes da elite brasileira, Dilma sai de cabeça em pé e como não perdeu os direitos políticos, irá utilizá-los para continuar sua jornada pela volta a democracia, hoje esquartejada por um bando de corruptos que passa para o lado da situação.

Triste saber que foi permitida uma atrocidade sem tamanho que devolverá o país a tempos mais remotos e que ninguém tomou uma atitude para impedir isto. Resta esperar pelos danos, que serão certos, para que os direitistas possam aprender como funciona a política e mudar de opinião, se lembrando de observar os fatos e não confiar em uma mídia impressa e televisiva muito mais corrupta do que a suposta corrupção do grupo que hoje deixa o poder.

Amanhã o Brasil acordará mais triste. Seja qual for o clima atmosférico, entraremos em um tempo de trevas e trovoadas. Tempos difíceis estão se instalando em nosso país.

Comentários

Postagens mais visitadas