Patrícia Abravanel, a conservadora

Estamos iniciando tempos nebulosos no Brasil. Ligamos a máquina do tempo e retornamos a 1910, após uma viagem cuja única bagagem foram os nossos smartphones, único sinal de "modernidade" que temos hoje em dia. E tempos conservadores favorecem pessoas conservadoras.

Após uma polêmica envolvendo homoafetivos, Patrícia Abravanel, filha e herdeira do famoso apresentador Sílvio Santos, se envolveu em outra, desta vez com ateus. Evangélica, ela deu uma declaração sem pé nem cabeça justificando porque acha que todas as pessoas deveriam acreditar em Deus, mesmo sem qualquer comprovação de Sua existência. A infeliz declaração:

“A gente fica muito miserável quando não acredita em Deus. Ateus só ficam pensando em dinheiro, nas coisas mais materiais. Acreditar em Deus eleva a gente espiritualmente, deixa a gente mais alegre com as coisas que a gente tem, mas contente. Então eu sou contra o ateísmo, sim. Acho que todo mundo deve acreditar em Deus.”

Triste para a filha de um dos maiores comunicadores do Brasil, um homem que ainda é sinônimo de "comunicador", que aos 85 anos ainda não deu sinais de decadência (pelo contrário, tem se adaptado bem aos tempos modernos), pensar tão mal de uma classe de pessoas que poderia representar boa parte de sua audiência. Esquece ela que muitos ateus são fãs de seu pai e a declaração não deve ter pegado nada bem. Ela não se lembra do fato que ninguém tem a obrigação em acreditar em algo que ainda não foi comprovado como realidade.

A apresentadora se retratou diante dos homoafetivos (até porque muitos gays participaram e participam dos programas de seu pai). Quanto aos ateus, Patrícia manteve a sua posição. Cabe aos que não acreditam em Deus boicotarem os programas em que aparece a apresentadora.

Sinal dos tempos. Estamos regredindo. Pior que muita gente graúda (e jovem!) está dando forte contribuição para que a sociedade não evolua. Estamos quase chegando, bem pertinho, à Idade Média. Qual o próximo destino? A pré-história?

Comentários

Postagens mais visitadas