Ateus são pessoas que deixaram de acreditar em Papai Noel


Os religiosos vivem ofendendo os ateus, acusando de perversidades. Mas se esquecem eles que não tem como provar a sua crença em Deus, um ser frequente em estórias mitológicas e que a sua improvável existência só é defendida para favorecer lideranças terrenas que usam a divinização de seres e coisas para aumentar o poder sobre um grande número de pessoas.

Mas porque curiosamente quanto mais sábia a pessoa menos acredita na existência de Deus? Simples: acreditar em Deus é a mesma coisa que acreditar em Papai Noel. E ambos até se parecem e fazem as mesmas coisas. Porque acreditar em Deus e não no Papai Noel e vice-versa?

O ateu é aquele que por causa de sua racionalidade passou a ter uma compreensão mais nítida da realidade, entendendo que um universo infinito e em expansão não pode ser controlado por um ser de aspecto humano. Não é racional nem benéfico aceitar a ideia que o destino de zilhões de pessoas e de seres estejam sob as decisões de um homem supostamente poderoso, mas que vive se escondendo de todo mundo, como um covarde. Qual o motivo que leva alguém tããão poderoso a querer se esconder de seus tutelados?

A hora dos religiosos virarem ateus chegará. A crença em Deus é um sinal de imaturidade e de pouco uso da racionalidade, semelhante a crença no Papai Noel. Enquanto somos infantis e crédulos vamos continuar fazendo questão que Gigantes Invisíveis sirvam de tutores a compensar a nossa insegurança que nos estimula a recusar a resolver as coisas por conta própria.

Mas quando o intelecto se desenvolver, quando aprendermos a usar essa maravilhosa maquina chamada cérebro, vamos perceber que o Papai Noel lá de cima é uma irrealidade que os homens da terra criaram para aumentar seus poderes para que possamos, como escravos, a nos submeter aos seus caprichos mais mesquinhos.

Libertemos de nossas ilusões e aceitemos que Papai Noel e o seu alter-ego chamado Deus, não existem.

Comentários

Seguidores

Google+ Followers

Postagens mais visitadas