Aspirante a cantora discriminada em programa de TV por ser ateia

A bela equatoriana Carolina Peña tinha um sonho, que era se tornar cantora. Deu seu belo show na versão local do show de calouros inglês Got Talent e esperava ser julgada pela capacidade de cantar, certamente esperando pela oportunidade de começar uma carreira musical. Quase sempre quem participa em um desses concursos de talento e se dá bem, mesmo não estando entre os primeiros, incluindo alguns eliminados, consegue começar uma boa carreira, com bastante sucesso.

Mas uma jurada teve a infeliz ideia de fazer uma pergunta que nada tinha a ver com o foco do programa: "você acredita em Deus?", Sorrindo, a bela adolescente disse que não. Três juradas se revoltaram e começaram a dar um belo de um sermão - literalmente falando - para tentar enfiar na cabeça que se ela estava lá "foi por causa de Deus", desrespeitando o direito da jovem de não crer. Carolina ouviu com surpresa o tal sermão. Afinal era um dos lugares onde havia menos chance desse assunto ser tocado.

Apenas o último jurado disse que iria julgar a garota pelo talento musical enquanto as outras juradas ficaram debatendo, revoltadas sobre o ateísmo da aspirante a cantora.

E a coisa saiu do controle, desviando o foco do que seria um concurso musical. Triste saber que os religiosos, tão defensores da tolerância religiosa praticarem eles mesmos intolerância contra ateus e seguidores de religiões não-cristãs.

Após o fim do programa, nas redes sociais choveram mensagens de apoio à garota e de revolta contra o preconceito mostrado diante dela. O presidente da Associação Ateísta do Equador, Gustavo La Mota, promete entrar com um processo judicial contra o programa.

Veja o vídeo do deplorável show de preconceito e fica aqui o nosso sincero apoio à Carolina Peña, torcendo para que, apesar da mais-do-que injusta eliminação, tudo se resolva e ela possa iniciar a sua carreira musical em paz, mesmo sem depender do programa e sem a obrigação de acreditar em qualquer coisa.

VÍDEO LAMENTAVELMENTE DELETADO DO YOUTUBE A PEDIDO DA EMISSORA QUE SE SENTIU ENVERGONHADA PELA REPERCUSSÃO JUSTA CONTRA A ATROCIDADE COMETIDA CONTRA A JOVEM ASPIRANTE A CANTORA QUE FOI OBRIGADA A ACREDITAR EM DEUS, ALGO QUE CUJA EXISTÊNCIA AINDA NÃO FOI COMPROVADA. 

TIRAR O VÍDEO FOI UM SINAL DE COVARDIA, DE RECUSA DA EMISSORA EM ASSUMIR SEU ERRO E UMA FORMA DE CENSURA E DESPREZO PELA LIBERDADE DE PENSAMENTO. INSISTIMOS EM NOSSO APOIO A TALENTOSA CAROLINA, TORCENDO PARA QUE ELA NÃO DESISTA DE SUA CARREIRA E QUE ESTE EPISÓDIO NÃO PREJUDIQUE NADA EM SUA VIDA.

Comentários

Postagens mais visitadas