Representante da "doutrina de amor" escreve livro que incentiva o ódio

O "Espiritismo" brasileiro sempre puxou o saco de governos vigentes. Após o golpe que tirou Dilma do poder, a versão deturpada da doutrina ainda não havia manifestado sua opção, provavelmente esperando o decorrer dos fatos. Ao sentir que o governo golpista poderá se estabilizar (no governo, mas destabilizar o país), os "espíritas" decidiram apoia-lo, mesmo sendo evidentemente um governo golpista, portanto ilegal e sádico.

Na verdade o "Espiritismo" brasileiro nunca foi fiel a ideologia que supostamente defende. Há muita contradição no dogmatismo do que os brasileiros entendem como "Espiritismo". Mas a coisa pode ter ido longe demais. Uma obra supostamente "espírita" pode finalmente matar a versão deturpada da doutrina, sem chance de reencarnação.

Robson Pinheiro, médium charlatão que vive usando famosos falecidos para vender seus livros, seguindo a escola "Chico Xavier" de "Espiritismo", lançou recentemente "O Partido", livro que estimula o ódio anti-esquerdista, analisando a situação política pela ótica cristã-capitalista, lançando mão de dogmatismo religioso, da Teologia do Sofrimento e legitimando o domínio do mais forte sobre o mais fraco. O herói do livro curiosamente se chama "Miguel" tradução do nome do presidente golpista que se esforça em afundar o país em um terrível retrocesso.

E o "mais importante", atribuir a culpa a um grupo apenas de pessoas por todas as mazelas do país, se esquecendo dos verdadeiros culpados, escondidos em uma complexa rede político-econômica de interesses. Trocando em miúdos, Robson Pinheiro encontrou bodes expiatórios para pagar por seus erros no lugar dos verdadeiros criminosos que Pinheiro e a elite a que ele pertence pretende proteger.

Robson Pinheiro estimula o ódio claramente direcionado aos petistas sem dar chance de defesa a eles. Para piorar, tenta legitimar a sua tese usando a suposta aprovação da "espiritualidade superior". Ao ler o livro percebe-se que a tal "espiritualidade superior" na verdade é formada por espíritos macartistas que pretendem derrubar qualquer ideologia que conteste pontos "importantes" do Cristianismo e do Capitalismo. 

"Evolução planetária" ás custas de retrocesso e exclusão

Um livro bem parcial e que em nada contribui para a evolução humanitária. Até porque legitimar o domínio do forte sobre o mais fraco, característica principal do governo golpista apoiado por Robson Pinheiro e de seus apoiadores, é algo que vai contra o que a verdadeira espiritualidade superior recomenda. Robson Pinheiro pode estar apoiando espíritos de índole bastante duvidosa, chamando lobos famintos de "meus dóceis carneirinhos".

Como a espiritualidade superior iria atribuir como "evolução planetária" um festival de retrocessos que estão claramente presentes no repertório ideológico de Temer e de toda a equipe que tomou o poder na marra, sem eleições ou qualquer tipo de consulta popular? É conhecidíssimo o fato de que o PMDB toma decisões sem consultar qualquer pessoa.

Se para Pinheiro, "sociedade evoluída" é uma sociedade sectária, conservadora, excludente, preconceituosa, defensora do mais medieval Cristianismo e que acha que somente ricos merecem ter bem estar, ele está mais do que equivocado. Seu livro já está definitivamente incluído na lista negra de obras coxinhas que pretendem legitimar a caminhada do Brasil para um retrocesso mais vagabundo.

"Espíritos superiores" recomendando ódio e retrocesso

Triste saber que uma doutrina, que mesmo deturpada, ainda fala de amor, tenha em sua bibliografia um calunioso livro que estimula o ódio a um partido que errou muito, mas que também se esforçou em diminuir a pobreza, fortalecer empresas nacionais e combater a corrupção (sim, os governos petistas são os que mais levaram poderoso para a cadeia), transformando em "interesse da espiritualidade" coisas que só existem nas mentes de conservadores como Robson Pinheiro.

Robson Pinheiro, o mesmo que glorificou a farsante Madre Teresa de Calcutá, que jogava pobres em uma vala insalubre para poder viajar em aviões caros ao lado de governantes sádicos, autoritários e belicistas. Se ele apoia trastes como a madre farsante, com certeza nunca iria aprovar um partido que ajudou a tirar os pobres da miséria. Talvez para Robson Pinheiro, os pobres brasileiros também mereçam ser jogados em uma vala insalubre. Michel "Miguel" Temer agirá para que isso se realize.

Comentários

Seguidores

Google+ Followers

Postagens mais visitadas