E se "O Partido" fosse o PSDB?


Antes de tocarmos no assunto, leia este diálogo entre os políticos Romero Jucá e Sérgio Machado, ambos de linha direitista:

Machado: ''A situação é grave. Porque, Romero, eles querem pegar todos os políticos. É que aquele documento que foi dado...''
Jucá: "Acabar com a classe política para ressurgir, construir uma nova casta, pura, que não tem a ver com...''
Machado: "Isso, e pegar todo mundo. E o PSDB, não sei se caiu a ficha já''.
Jucá: "Caiu. Todos eles. Aloysio [Nunes, senador], [o hoje ministro José] Serra, Aécio [Neves, senador]''.
Machado: "Caiu a ficha. Tasso [Jereissati] também caiu?''
Jucá: "Também. Todo mundo na bandeja para ser comido"
Machado: "O primeiro a ser comido vai ser o Aécio''.
Jucá: "Todos, porra. E vão pegando e vão...''
[...]
Machado: "É aquilo que você diz, o Aécio não ganha porra nenhuma...''
Jucá: "Não, esquece. Nenhum político desse tradicional ganha eleição, não''.
Machado: ''O Aécio, rapaz... O Aécio não tem condição, a gente sabe disso. Quem que não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio? Eu, que participei de campanha do PSDB...''

Não sei qual a opinião de Robson Pinheiro, autor do livro difamatório anti-PT O Partido, em relação a este diálogo reproduzido acima. Com certeza ele conhece o diálogo, amplamente divulgado até pela mídia que apoia o PSDB. 

Mas como as trapalhadas do PSDB não incomodam a elite, público alvo do citado livro, achou desnecessário escrever uma obra que criminalizasse o partido dos tucanos. Mas deveria. Se a espiritualidade superior estiver certa, "O Partido" não é o PT. "O Partido" é o PSDB!

Mal sabe Pinheiro que o PT é o partido menos envolvido em corrupção. Claro que existem petistas corruptos, mas considerar o PT como o "partido da corrupção" só porque sua ideologia e procedimento não agrada às elites, é ser muito seletivo, parcial e... elitista!

Aliás, foram os governos petistas que mais combateram a corrupção. Nas gestões de Lula e de Dilma que políticos e empresários poderosos foram presos. A corrupção virou notícia justamente por causa dessas prisões. Culpar o PT pela corrupção é o mesmo que culpar o faxineiro pela sujeira.

Nos governos tucanos não se falava em corrupção. Será porque ela não existia? Errado. É porque ela acontecia longe dos holofotes. Tucanos são especialistas em roubar silenciosamente. 

E não há como o PT roubar uma imensa quantidade de dinheiro. Muitos de seus integrantes vem do proletariado e não tinham ligações diretas como o grande empresariado como acontece com o PSDB. Poderíamos apelidar o PSDB como "PE", Partido do Empresariado, em contraponto com o Partido dos Trabalhadores.

Se Robson Pinheiro fosse um espírita autêntico, kardeciano e não chiquista (que se auto-rotula de "kardecistas" sem seguir Allan Kardec), teria escrito "O Partido" com referência ao PSDB, esse sim o partido mais corrupto do país, graças a evidências e não a boatos e suposições lançados pela mídia, como acontece com o PT.

Evidências comprovam: o PSDB é "O Partido"

Se Robson Pinheiro quisesse escrever um livro sobre política, preocupado com o bem estar de todos os brasileiros e não apenas o de uma elite conservadora cheia de chiliques, teria observado bem que estava xingando o partido errado. Mesmo que haja corruptos no PT, não foram tantos e a quantia de dinheiro roubada seria insuficiente para gerar uma crise monstruosa na qual o país se encontra.

Mas o PSDB, aí sim, tem plenas condições para roubar surreais quantias de dinheiro, pois vários integrantes de seu partido tem ligações íntimas com o grande empresariado, inclusive muita gente acima de qualquer suspeita, donos de bem alimentadas contas em paraísos fiscais. Fatos comprovam essas discretas mas perigosas ligações entre os tucanos e os homens mais ricos não somente do Brasil, mas do mundo. Há suspeitas que existem agentes da CIA e do FBI infiltrados entre não-políticos  que são filiados ao PSDB.

Outra coisa que Robson Pinheiro (que além de não entender do verdadeiro Espiritismo, não entende de política) não conseguiu se lembrar é que a crise que estoura no país, teve seu embrião muitos anos antes, ainda nos governos de FHC. Fatos comprovam esta tese. Uma crise gigantesca como essa não nasce da noite para o dia por cupa de um número limitado de agentes. 

Se pudermos ler O Partido pensando não no PT, mas no PSDB, faria bastante sentido e seria mais realista e objetivo. Os tucanos são os principais responsáveis, mesmo não sendo os únicos, pela crise no país e como diz Romero Jucá, "cai todo mundo", provando que se há um partido com 100% de seus integrantes metidos em corrupção não é o PT, que se esforça para colocar até mesmo aliados atrás das grades.

Está mais do que na hora de colocar os tucanos na gaiola. Mesmo que seja para a tristeza da elite que se animou com o livro de Robson Pinheiro, o médium-coxinha.

Comentários

Seguidores

Google+ Followers

Postagens mais visitadas