As mentiras que confortam são a base que sustenta todas as religiões

Está rolando no Facebook um meme onde atribui ao padre cantante Fábio de Melo uma frase parecida com "todos preferem uma mentira confortável que uma verdade cruel". Não me lembro da frase exata, mas a mensagem é essa mesmo.

Estranho esta frase ter vinda de um religioso. Talvez nem tenha sido dita por ele (é comum atribuir falsas autorias de frases e textos comuns na internet a personalidades famosas). Se for, ele não sabe o que está dizendo.

Para quem tem o discernimento, sabe muito bem que "mentiras que confortam" são as pilastras que sustentam todas as religiões. Fundadas na fé e não na razão, não conseguem provar a veracidade de seus dogmas, chamando de "verdades" aquilo que tem mais cara de conto de fada.

O medo de Deus e a sociabilização proporcionada pelas reuniões religiosas tem prendido a humanidade nessas lendas, achando que acreditar nelas é o que garantirá o sucesso da vida e a salvação dos problemas. O  que muitos se esquecem é que a vida só melhora com o nosso esforço e com um pouco de sorte.

Livros religiosos foram escritos por homens. Antigamente era comum atribuir tudo às divindades, que não passam de seres mitológicos feitos para gerar medo e consequentemente, submissão. A medida que o ser humano vai se evoluindo, vai abandonando suas crenças , exigindo a prova da veracidade dos fatos.

Deus, inteligência suprema e causa primária de todas as coisas não teria a mesquinhez de usar livros para Se comunicar. Ele prefere usar a natureza, as Suas criações e alguns fatos para nos mandar mensagens, que muitas vezes não conseguimos entender. às vezes uma coisa que parece coincidência é a "voz" Dele e dos protetores que tentam nos ensinar uma lição.

Claro que as religiões enriquecem a cultura. Se forem levadas como meras mitologias, são extremamente válidas. Elas se tornam nocivas quando interferem na realidade, impondo costumes e preconceitos e transformando aquilo que deveria ser visto como mera, sadia e lúdica ficção em regra absoluta e inquestionável.

Essas mentiras doces que deveriam servir apenas para entreter tem separado os homens, fabricando fanáticos e desviando as pessoas da realidade. Se nos tempos da Bíblia, era comum inventar estórias para explicar muitas coisas, transformá-las em fatos é um erro que confunde muito as cabeças das pessoas.

Não tenhamos medo da realidade. Deus nos deu o cérebro para que usemos para resolver nós mesmos os problemas que queremos que as divindades religiosas resolvam. É preciso encarar a dura verdade para que possamos amolecê-la com o nosso esforço e futuramente aceitá-la como verdade doce. Só assim a verdade prometida por Jesus chegará até nós. Enquanto acreditarmos em mentiras confortáveis, a verdade prometida por Jesus nunca chegará. Ficaremos esperando e esperando, feito tolos.

É uma incoerência um padre reclamar de mentiras confortáveis. Ele mal sabe que é por causa delas que ele é um padre. Se não gostasse dessas mentiras, ele não teria sido um padre. Sem essas doces mentiras, as religiões não seriam nada, se evaporariam.

Mentir é a principal arma dos que querem dominar e seduzir. Quem conhece a história da humanidade sabe que muitas religiões surgiram da necessidade de certos homens de se fazerem seguidos. Mortes e muitas injustiças foram cometidas em nome das religiões e foi preciso mentir para que o poder desses sacerdotes pudesse ser mantido.

A verdade só pode ser alcançada pela lógica, pelo questionamento e pelo discernimento. A fé cega nos ilude, desviando da realidade e nos tornando submissos a uns pobres mortais, tão falhos quanto nós, que pelo pretexto de serem líderes religiosos se auto-divinizam para que possamos obedecê-los cegamente, garantido os privilégios desses mesmos líderes, cuja humildade é apenas de fachada. Se eles fossem humildes, largavam tudo e viveriam livremente, longe das mentiras de bezerros de ouro que os fazem usar o nome de Deus em vão.

Comentários

Seguidores

Google+ Followers

Postagens mais visitadas