Não existe New Age Music

Um rótulo que inventaram no início dos anos 90 e que na verdade era uma gororoba sem sentido que unia muita gente que nada tinha a ver uma com a outra era New Age Music. Talvez baseados naquela palhaçada de "Nova Era" (ou "Era de Aquarius"), difundida pela ripongada que ficava perdendo seu tempo cheirando fumaça e vendo alucinações, se baseando em um monte de meras crendices de povos do passado.

Mas se não existe "Nova Era", não existe New Age Music, certo? Certíssimo. 

Aproveito para listar os nomes mais frequentemente rotulados como "New Age" e do lado seu verdadeiro gênero musical. Convém lembrar que boa parte desses músicos não acredita nessa bobagem de "Nova Era". Alguns nem religião seguem.

Enya - Música irlandesa de origem celta
Loreena McKennitt - Música irlandesa de origem celta
Jean Michel Jarre - Música Eletrônica
Clannad - Música celta com pitadas de folk rock
Vangelis - Rock Progressivo
Michael Hedges - Folk
Kitaro - Música folclórica japonesa
Andreas Vollenweinder - Rock Progressivo
George Winston - Música Erudita contemporânea
Philip Glass - Música Erudita Contemporânea

Esses e outros nomes que no momento eu não me lembro, tem cada um sua forma de música e totalmente distinta de qualquer forma de credo ou de ideologia. Para estes o que importa é a música em si e o que ela traz e não ao que ela é associada, quase sempre na marra.

Comentários

Postagens mais visitadas