Justin Bieber só quer saber de namoradas cristãs

Pelo jeito estamos presos na Idade Média e o século XXI é apenas uma ficção. Justin Bieber, de apenas 23 anos, deu sinais de que só aceitaria garotas como namoradas se elas acreditassem em Deus, seguissem Jesus e lessem a Bíblia (toda não - cristãos não fazem isso!). Bieber veio ao Brasil na companhia de um jovem pastor, deixando claro de que o cantor virou uma espécie de jovem beato.

É um retrocesso ver jovens seguindo religiões e divindades quando se sabe que na verdade correspondem a mitologias. Além do que as religiões, úteis em tempos remotos, já começam a causar efeitos colaterais, criando muitos preconceitos e ilusões, pois muitos dogmas cristãos entram em sérias contradições com a realidade dos tempos modernos, que clamam por mais racionalidade e mais altruísmo.

Lembrando que fé é credulidade. Eu poderia mostrar uma cebola e chamar de automóvel, alegando que Deus ou alguma divindade me autorizou para isso. Chame esta atitude de fé.

Bieber é o maior cantor da indústria da música comercial da atualidade e sua música não tem qualidade, servindo apenas para dança e fundo musical para namoros. Aliás, é estranha a sua religiosidade, já que suas apresentações se parecem cada vez mais com cabarés semi-eróticos.

Mas infelizmente a humanidade ainda trata a fé como sua qualidade e não adianta tentar convencer de que Deus, religiões e dogmas são ingredientes de meras mitologias, meros contos de fadas para adultos. É um retrocesso ver jovens ainda presos às ilusões medievais da religiosidade.

Mas, como dizem, não temos provas. Somente convicções. E o mundo segue na sua versão atualizada da Idade Média, com os seus feudos do Whatsapp. Com Justin Bieber prestes a ser canonizado.

Comentários

Seguidores

Google+ Followers

Postagens mais visitadas