Ateus são pessoas muito melhores que os religiosos

Foi isso mesmo que você leu. Para uma sociedade que consagrou que ser correto é acreditar em dogmas fictícios e divindades inventadas, como o Deus das religiões, isso soa muito estranho e até revoltante. Mas é a pura verdade. E se a reação dos religiosos ao lerem esta frase for de rancor, só confirma o título que ilustra esta postagem.

Os ateus (que não acreditam no Deus das religiões, mas podem acreditar em forças criadoras, como a da Mãe Natureza, por exemplo), são pessoas melhores porque, por não acreditarem em dogmas e divindades, se sentem com mais autonomia para batalharem por suas vidas, sem esperar ajuda alheia. Acreditam no verdadeiro altruísmo, não o paliativo "sopinha/doações" das religiões e por desprezarem os dogmas, tem uma compreensão de mundo mais realista e racional.

Vivem com tranquilidade pois não devem nada a ninguém. Do contrário dos religiosos, que vivem com medo de alguma coisa que a suposta divindade possa fazer caso eles desobedeçam a sua crença. Ateus por serem mais racionais, vivem com calma, pois sabem como as coisas acontecem naturalmente, sem ter medo de punições fictícias, sabendo apenas que os seus atos geram consequências, a serem observadas através da lógica e não de moralismos irracionais.

Enquanto isso, religiosos se revoltam com muita raiva quando são questionados, atitude que já serve para desmascarar a suposta fama de bondade sólida que os religiosos tem. Acreditar que lendas são verdades nos trava a razão e faz nos agir na realidade seguindo pontos de vista irracionalmente lançados pela crença na ficção.

E ter uma religião não é garantia de bondade. Violenta e mata-se para defender dogmas e divindades. Espíritos do mal podem usar religiões para aumentar ainda mais a sua influência (como acontece no Espiritolicismo), enganar a todos com sua falsa bondade. na tentativa de sermos caridosos sem usar a lógica, podemos prejudicar ao invés de ajudar os outros. As religiões existem há séculos e não foram responsáveis por nenhuma melhora na humanidade.

Um dia, as pessoas saberão usar o raciocínio e após uma fase de ateísmo, onde se limparão das nefastas influências religiosas, passarão a entender Deus. Não o Deus das religiões, julgador, autoritário. Mas o Deus real, o criador, aquele que usa o amor como tijolo para construir as belezas que vemos ao nosso redor.

Comentários

Postagens mais visitadas