Você morre, titulos ficam

Vivemos numa sociedade que ainda acha que títulos valorizam mais as pessoas do que a personalidade. Baseando-se nisso, muita gente prefere passar quase uma vida inteira se matando para ter algum título. Se for para retirar desse título o seu sustento, ainda vai. Mas para muita gente, infelizmente, a verdadeira intenção é se tornar "melhor do que os outros" e usar isso para levar vantagem e acumular supérfluos.

Esses acabam se esquecendo que em nossa tão curta encarnação, os títulos, cuja luta tomou preciosos tempos durante a vida, acabam ficando por aqui, tornando inútil tal luta para o objetivo reencarnatório. Pois daqui, só levamos a sabedoria, o caráter, a experiência e o resultado de nossos atos. Títulos e bens, tão valorizados em nossa sociedade e motivo de admiração mesquinha, apodrecem aqui junto aos corpos de seus ex-donos, mudando para se transformar em matéria prima para outros objetos.

O dia em que a sociedade se alertar para isso, teremos mais justiça social, pois um cara que não possuí caráter e possuí títulos e bens, não seria admirado, pois os aspectos de sua personalidade seriam muito mais importantes do que a efêmera posição social que ocupa na vida e que com certeza deixará de ocupar na próxima.

Querem conversar com alguns dos grandes empresários do passado? Olhem para o mais esfarrapado mendigo que dorme na esquina por onde você passa. Ele está lá e as lições que ele dará nesta condição com certeza são muito mais importantes das que ele daria em sua fase mais próspera.

Comentários

Postagens mais visitadas